Os Pequenos Jornalistas
Pesquisa

Partir a loiça toda!
Por Maria Teresa Portal Oliveira (Professora), em 2011/11/152257 leram | 1 comentários | 150 gostam
"Partir a loiça toda" é uma expressão que pode originar várias interpretações. Os pequenos jornalistas do 8ºH brincaram com os significados e fizeram uma crónica.
Lá em casa, a Maria, a minha irmã mais nova, partia a loiça toda. O meu pai, sempre que ouvia um prato a partir, dizia: “Ai a loiça!” Se fosse em casa da minha avó, a frase seria outra:”Maria, no fim do mês, desconto-te no ordenado!”
Eu não prato a loiça, literalmente, ou acontece-me muito raramente, mas há alturas em que a parto mesmo toda, só se não puder.
Quando algum colega me chateia, quando a conversa não me agrada, quando as coisas não me estão a correr de feição, quando me acusam injustamente, quando me mandam fazer uma coisa que não quero, quando acumulo os TPC (pois não os faço a tempo e horas!), quando tenho teste e não sei a matéria, quando o meu irmão me atormenta… estas são situações que me tiram do sério e despertam a vontade de partir a loiça toda, mesmo toda!
Era bom que houvesse uma loja com loiça para partir (como há na China). Não há melhor maneira (acho eu) de aliviar o stress. Que maravilha poder partir pratos, copos, taças, malgas, jarros, chávenas… sem ter de prestar contas nem de limpar os cacos (principalmente esta última parte), desde que pagando o que se partiu, claro.
Não sei porquê, mas este texto originou reações diversas: uns ficaram com vontade de partir loiça; outros, porém, sentiram-se aliviados, como se um peso lhes tivesse saído de cima.
Eu descarreguei, senti-me mais leve e calmo. E tu… ficaste aliviado ou com vontade de partir loiça? Gostava de saber qual seria a estatística.
Mas… o melhor mesmo é fazer exercícios respiratórios, respirar fundo várias vezes, contar até vinte e apanhar ar fresco para relaxar.


Comentários
Por Claudiavieira (Professora), em 2011/11/22
Mais vale partir a loiça que morrer entupido!

Escreva o seu Comentário