Os Pequenos Jornalistas
Pesquisa

Dia do Enfermeiro e Humanitude
Por Maria Teresa Portal Oliveira (Professora), em 2016/08/01674 leram | 0 comentários | 122 gostam
A 12 de maio, festejou-se o Dia do Enfermeiro, tendo a enfermeira Isabel Videira feito um pouco da história da enfermagem em Portugal e do aparecimento da UCC Sol Invictus, e a enfermeira aposentada Nídia Salgueiro falado sobre Humanitude.
Convidada pela Biblioteca para participar nesta comemoração, Nídia Salgueiro falou-nos sobre as suas vivências enquanto enfermeira, em que nem as enfermeiras nem as professoras se podiam casar, e contou algumas peripécias e falou de Humanitude, desse novo conceito, uma filosofia do nosso tempo de Albert Jacquard (1991), definindo-a como “o conjunto de particularidades que permite a um homem reconhecer-se e reconhecer outro homem como fazendo parte da espécie humana, uma necessidade vital, de sobrevivência imediata”.
Quais os princípios de ação da Humanitude? A palavra, o olhar e o toque evoluem em conjunto nos primeiros meses de vida; a palavra e o olhar acompanham todos os gestos cuidativos; o sorriso de abertura, de disponibilidade; o vestuário cuidado, limpo ajuda a manter ou reencontrar a dignidade. E mostrou um filme exemplificativo.
Ao apresentar estes princípios aos alunos, a 13 de maio respondeu ao desafio de vir falar com a turma do 9ºC, a enfermeira prendeu-os com a palavra e com o toque de demonstração, fascinando-os. Ofereceu à escola um livro de sua autoria- “Humanitude: Ecos de uma Formação”, que já não se encontram à venda.
A 12 de maio, a escola ofereceu um lanchinho a meio da manhã às enfermeiras – à Elizabeth, à Cristina, à Marta e à Isabel da UCC Sol Invictus, nossa parceira para o desenvolvimento do projeto Educação para a Saúde há já longos anos e à velha professora da Escola de Enfermagem de Coimbra e todas confraternizaram com alunos e professores à hora do almoço. As enfermeiras da UCC Sol Invictus deslocaram-se ainda a algumas turmas no turno da tarde.
Uma nota breve para mencionar que as enfermeiras apareceram com os diferentes trajes que envergam no dia a dia da sua profissão: bloco operatório, atendimento ao público, cuidados materno-infantis...
Para acabar o Dia do Enfermeiro em beleza, receberam ainda um mimo do AET: um lápis com uma cabeça de enfermeira e uma saca feita pelos alunos do projeto “Aprendendo a estimar o mundo” da BE que continha o calendário também feito pela Biblioteca Escolar.

Mais Imagens:

Comentários

Escreva o seu Comentário