Os Pequenos Jornalistas
Pesquisa

José Pedro do 9ºC, preside à sessão nacional do PJ
Por Maria Teresa Portal Oliveira (Professora), em 2016/04/19349 leram | 0 comentários | 110 gostam
A 2 e 3 de maio vai realizar-se, na Assembleia da República, em Lisboa, a 3.ª fase do programa Parlamento dos Jovens. O José Pedro Marques, do 9ºC desta escola, no dia 11 de abril, foi eleito o presidente da Assembleia do Parlamento Jovem,...
em videoconferência com todos os vinte presidentes das Assembleias distritais, e dirigirá os trabalhos na A.R. subordinados ao tema “Racismo, preconceito, discriminação ao debate!” para o ensino básico.
Nesta sessão Nacional do Parlamento dos Jovens, onde se reunirão os deputados jovens, a nível nacional, representando cada distrito ou região autónoma, será aprovada, após debate em Comissões e em Plenário, a Recomendação final sobre o tema daquela edição do Parlamento dos Jovens. Esta sessão Nacional na Assembleia da República (ensino básico) abrange dois dias: no 1.º dia, haverá reuniões em Comissão, presididas por Deputados da Assembleia da República, em que cada Comissão debate os projetos de 5 ou 6 círculos eleitorais, aprovando um texto comum. No 2.º dia, realizar-se-á a Sessão Plenária. Os trabalhos são sempre conduzidos por uma Mesa de jovens eleitos. Na primeira parte, decorre um Período de Perguntas a Deputados da Assembleia da República, com representação de todos os Grupos Parlamentares, e, na segunda parte, os jovens debatem as medidas aprovadas nas Comissões, selecionando 10 que integrarão a recomendação final à Assembleia da República.

Este programa é muito útil na medida em que: “educa para a cidadania, estimulando o gosto pela participação cívica e política; dá a conhecer a Assembleia da República, o significado do mandato parlamentar, as regras do debate parlamentar e o processo de decisão do Parlamento, enquanto órgão representativo de todos os cidadãos portugueses; promove o debate democrático, o respeito pela diversidade de opiniões e pelas regras de formação das decisões; incentiva a reflexão e o debate sobre um tema, definido anualmente; proporciona a experiência de participação em processos eleitorais; estimula as capacidades de expressão e argumentação na defesa das ideias, com respeito pelos valores da tolerância e da formação da vontade da maioria; sublinha a importância da sua contribuição para a resolução de questões que afetem o seu presente e o futuro individual e coletivo, fazendo ouvir as suas propostas junto dos órgãos do poder político”.

Mais Imagens:

Comentários

Escreva o seu Comentário