Os Pequenos Jornalistas
Pesquisa

CRÓNICA- "Era de madrugada"
Por Maria Teresa Portal Oliveira (Professora), em 2015/11/12402 leram | 0 comentários | 114 gostam
Os alunos do 8ºB e 9ºC começaram a cronicar, inaugurando os trabalhos da oficina com a crónica "Era de madrugada".
Era de madrugada e a insónia fazia-me companhia. O relógio não se calava- TIC-TAC-TIC-TAC-TIC-TAC- e martelava-me o ser mental e fisicamente.
Outras madrugadas cruzaram o horizonte como flashes- memórias longínquas dum passado vivido, muito sofrido. As madrugadas do vizinho do 7ºandar direito que, chegando bêbado a casa, dava porrada na mulher e nos filhos... até ao dia em que, finalmente... A madrugada da Ana do 3º esquerdo, que tocava violino sempre que se zangava com o companheiro... A madrugada da D.Albertina e dos seus onze gatos que fugiam e iam miar para o telhado da vizinhança...
A madrugada daquele dia tão negro em que eu perdi o meu pai, o único que me aceitava e compreendia, e procurei socorro no maldito pó. Foi a primeira vez e, por muito tempo, as minhas madrugadas sabiam a heroína e eu ficava em transe num universo paralelo repleto de mil efeitos cromáticos. Quando acordava para o mundo, tudo era obscuro e sentia-me só, abandonado no relento da minha alma vazia.
Estas madrugadas multiplicaram-se por muitos anos até que, um dia, ele surgiu e eu ressurgi, qual Fénix renascida.Voltei a acreditar em mim... em nós... no mundo.
O relógio não se calava- TIC-TAC- TIC- TAC- TIC-TAC. Olhei-o. Dormia num sono profundo, sem sonhos. Aconcheguei-me a ele e, finalmente, adormeci. A insónia dissipara-se levada pelo amor que nos unia.

                                PJ 9ºC - João Pedro, Daniela, Ana Margarida,
                                Paulo, Liliana, José Pedro Marques
                                PJ 8ºB - Cátia, Beatriz, Leonor, Margarida
                                PJ 8ºB - Francisca

Mais Imagens:

Comentários

Escreva o seu Comentário