Os Pequenos Jornalistas
Pesquisa

O candeeiro da Morte
Por Edna Leitão (Aluna, 7ºG), em 2015/11/01485 leram | 1 comentários | 91 gostam
Uma história assustadora sobre um rapaz falecido e um candeeiro que não quer ficar no lugar.
Há muito tempo atrás, na nossa escola, enquanto um rapaz do 5º ano ajudava as auxiliares a esfregar o chão do ginásio, uma auxiliar saiu para ir buscar mais água.
  De repente, um dos enormes candeeiros, que pairava sobre o chão, caiu, assim esmagando o menino. Quando a auxiliar voltou, foi informar as autoridades, que decidiram colocar o candeeiro de volta no teto. As investigações feitas foram infrutíferas. Ninguém conseguiu provar que fora crime e os técnicos não conseguiram encontrar nenhuma falha na instalação que tivesse provocado a queda.
  Reza a lenda que, durante as aulas de educação física, um pedaço do cabo que suporta o candeeiro se destroi (dizem alguns que é destruído por um miúdo de t-shirt vermelha, que só alguns conseguem ver mas não conseguem descrever), o que exige uma constante manutenção daquele candeeiro e só daquele.
  Um mistério arrepiante.


Comentários
Por Francisca Freitas (Aluna, 5ºB), em 2016/03/18
Bela história, Edna. espero que isso não tenha sido verdade.

Escreva o seu Comentário